top of page

Um encontro transformador

“Tem um pacotinho em cima da sua cama”, disse o irmão de Tânia Regina Duarte. Ao entrar no quarto ela achou um bebê, sua sobrinha-neta Nikoly. “Meu irmão nunca mais voltou para cuidar dela”, relembra. Hoje, 15 anos depois, ela tem a guarda de não apenas Nikoly, mas dos seus irmãos Gabriel (12 anos) e Wendrick (10 anos). “Quando a mãe das crianças faleceu há alguns anos, os meninos foram levados para o abrigo. O juizado de menores perguntou se eu podia cuidar deles também”, explica. “Pensei, como vou cuidar dessas crianças? Até para alimentá-los era difícil”.


Eventualmente a Nikoly foi encaminhada ao Centro Integrado de Pelotas do Exército de Salvação, e em seguida os meninos também começaram a frequentar. Dona Tânia vê como o projeto tem feito a diferença na vida das crianças. “Quando levo eles lá, aprendem o que devem, ao invés de ficarem na rua aprendendo o que não devem!”.


Logo após o início da pandemia da Covid-19, iniciou-se o Desperta Débora do Corpo de Pelotas que acontecia via vídeo chamada no WhatsApp. O lema ‘Mães de joelhos, filhos de pé’ reúne mulheres a orarem por aqueles sob seu cuidado. “Fui convidada pela Capitã Débora Carvalho a participar deste grupo logo que começou. Tudo que acontecia em casa guardava para mim. Nos encontros compartilhamos os problemas e oramos por eles com as outras mulheres, tem sido bom”.


Com o tempo, Dona Tânia também começou a frequentar o encontro mensal do grupo de mulheres (Liga do Lar) e se tornou sócia (membra) em janeiro de 2023. À medida que a família se envolvia nas atividades do Centro Integrado e do Corpo, os meninos foram alistados como jovens soldados (membros juvenis).


Em dezembro de 2023, aos 59 anos, Dona Tânia foi alistada Soldada, junto com a Nikoly que, ao completar 15 anos (idade máxima de atendimento no projeto), foi encaminhada pelo Exército de Salvação para uma vaga de Jovem Aprendiz no supermercado parceiro local.


Em outubro do ano passado, Dona Tânia, Nikoly, Gabriel e Wendrick fizeram a sua primeira viagem juntos para participar do Congresso Divisional do Rio Grande do Sul em Santa Maria. “Foi ótimo estar lá com outras pessoas, foi um tempo muito abençoado”, afirma.


O trabalho da equipe do Centro Integrado de Pelotas (educadores, assistente social, psicóloga e oficiais) tem sido essencial para o fortalecimento de vínculos com a família, juntamente à participação das atividades do Ministério Feminino.


(Artigo publicado originalmente na edição Maio-Junho da Revista Rumo)


Departamento de Relações Comunitárias

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page